quarta-feira, 22 de março de 2017

SELECIONADOS PARA O 46º CONCURSO INTERNACIONAL DE CARTA – ETAPA ESCOLAR

Escrever cartas já foi um dos grandes objetivos da escrita e da permanência de um estudante na escola. Era muito comum ouvir de nossos pais e avós a frase: “Fiquei na escola até aprender a escrever uma carta.” Ou: “Uma coisa que lamento é não ter estudado para aprender escrever uma carta aos meus familiares ausentes”. Portanto, a escrita de cartas por muitos e muitos anos registrou amores, petições, reivindicações, denúncias, segredos, além das famosas cartas históricas, como a Carta de Pero Vaz de Caminha e as Epístolas bíblicas, que assumiram importante papel na evangelização cristã.  
Atualmente, a carta ainda resiste, apesar do e-mail, do whatsapp, do massenger, etc, especialmente as cartas abertas, cartas argumentativas de solicitação e de reclamação, carta ao leitor, carta do leitor, entre outros gêneros epistolares. Iniciativas que buscam resgatar a escrita de cartas são louváveis e bem-vindas, a exemplo o “Concurso Internacional de Cartas”, promovido todos os anos pela UPU POSTAL, através dos Correios no Brasil.
Todos os anos a ESCOLA TOMÉ FRANCISCO vem participando deste concurso com relevante sucesso, tendo alcançado primeiros lugares no estado e 1º lugar Nacional.
Este ano o 46º Concurso trouxe um tema de grande repercussão mundial, que são as ações da ONU em prol da busca de soluções para os eternos problemas mundiais. Com o tema: “Imagine que você é um (a) assessor(a) do novo Secretário Geral da ONU – Qual é o problema mundial que você o ajudaria a resolver em primeiro lugar e de que forma você o aconselharia para isso?”. Assim,  propôs que os estudantes fizessem uma reflexão dos 17 objetivos do desenvolvimento sustentável, que estabelecem metas para a ONU até o ano de 2030. Na escola, foi elaborada uma sequência didática para o Ensino fundamental e Médio, que foi ministrada para cerca de 300 alunos pelos professores de Língua Portuguesa. O resultado final foi a produção das cartas que foram escritas e reescritas e submetidas à apreciação da comissão escolar, sendo escolhidas três cartas na etapa escola e 02 cartas que forma enviadas para a coordenação estadual do concurso.

Eis o aluno e alunas selecionados:

1º LUGAR: JÓSE GABRIEL    - 1º ANO B – ENSINO  MÉDIO

2º LUGAR: MARIA JOSIELE   - 2º ANO B – ENSINO MÉDIO (VENCEDORA DO 1º LUGAR ESTADUAL EM 2016)

3º LUGAR: ANA BÁRBARA  - 2º ANO B – ENSINO MÉDIO

PARABÉSN AOS CLASSIFICADOS, A TODOS OS ALUNOS QUE ESCREVERAM SUAS CARTAS COM BASTANTE EMPENHO, AOS PROFESSORES E À COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA!
Aguardamos o resultado final do concurso e ressaltamos que o mais importante de um concurso de redação é a aprendizagem, a veiculação do conhecimento e a expressão da cidadania proporcionada pelas leituras, discussões e escrita sobre o tema proposto.

A escola premiará com CERTIFICADO os vencedores, e ainda os classificados como 1º lugar de cada turma.


Equipe do 8º ano 2016 recebe premiação do Torneio Virtual de Ciências

Em 2016, a equipe coordenada pela professora Danúbia Rêgo, 30 estudantes do 8º ano, conquistaram o 1º lugar no Torneio Virtual de Ciências – TVC que tem como objetivo Incentivar o estudo da educação básica na área das ciências explorando competências e habilidades dos estudantes.
Na tarde da terça-feira, 21/03, na presença dos pais, o gestor Ivan premiou os estudantes com certificado e medalhas enviadas pelo Espaço Ciências.
Estudantes premiados:

8º ano A
8º ano B
           Laura Cardoso Oliveira
          Beatriz Leilane Freitas Fideles
         Victor Gabriel Veras Silva
          Vinícius Henrique Barbosa
           Ane Beatriz Fernandes Ferreira
           Renata de Sousa Lima
         Caio Medeiros Salvador
           Iohana Salvador Silva
           Renale Beserra de Melo Freitas
           Henrique Galdino Carlos Barbosa
           Allef Bezerra da Nóbrega
           Matheus Tenório dos Santos
           Analanda Vitória Martins da Silva
           Gabriel Pena Nunes da Silva
           Kauany Kelly Leite de Almeida
           Ruanna Ruth dos Santos Henrique
           Sara Beatriz Figueiredo Almeida
           Lara Letícia Rodrigues Cabral
           José Bernardino Júnior
           José Berckey Felinto Cordeiro Celestino
           Luiz Felipe da silva Medeiros Melo
           Cecília Agnes de Almeida Marques
           Maria Adrielly Antas de Oliveira Lopes
           Weslley José Roberto Barbosa
           Joaquinelmo Junior Bernardino Sousa
          Álida Kelly Rocha do Nascimento
           Wlisses Glauco Tavares Pereira
           Társyla Priscyla Alves Marinho
           Henry Lacerda de Faria Tavares
          Maria Victória dos Passos Nunes











ENCONTRO FORMATIVO COM OS PAIS DOS ESTUDANTES DO 9º ANO

Na tarde de terça-feira, 21/03, os pais dos estudantes concluintes do Ensino Fundamental (9º ano) participaram de um encontro com o gestor Ivan Nunes e a coordenadora Josilene Quidute. O foco da reunião foi informar aos pais sobre diversos assuntos pertinentes as turmas concluintes. O objetivo é transformar a reunião em um espaço formativo, compartilhando qual é a concepção de ensino adotada pela escola.
A mensagem de acolhida foi com o texto “A Lição da Borboleta”, a discussão aconteceu com uma relação entre o texto e papel dos pais na educação de seus filhos.
Na pauta, os principais assuntos abordados foram:
·         Preparação para avaliação externa (SAEPE/IDEB)
·         Jornada ampliada de Língua Portuguesa e Matemática
·         Avaliação escolar – Instrução avaliativa – aprovação, reprovação, progressão parcial, direito a prova especial)
·         Apresentação da estrutura e organização do Trabalho de Conclusão do Fundamental
·         Solenidade de conclusão/ comemorações.
·         Perfil de saída dos estudantes do Ensino Fundamental

 Desta forma, aproximamos os familiares do que está acontecendo na escola e conquistamos o apoio deles no acompanhamento das atividades extraclasse, disse o gestor Ivan.





PAIS DOS ESTUDANTES DO 6º ANO CONHECEM A DINÂMICA DOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

A dinâmica dos anos finais do Ensino Fundamental é muito diferente da dos ciclos anteriores. Afinal, a nova série traz uma lista considerável de desafios quando comparada à anterior. O mais importante é a escola encontrar maneiras de atenuar as dificuldades, auxiliando na adaptação.

 Para apresentar aos pais algumas das mudanças na estruturação dos anos iniciais (1º ao 3º ano) para os anos finais (6º ao 9º ano), principalmente em relação ao horário das aulas, professores por disciplina, currículo, organização do material didático, avaliação escolar, atividades extras, entre outros; a equipe gestora e pedagógica da instituição realizou um encontro nesta terça-feira, 21/03, entre os pais e professores. Nas salas, as professoras Maria do Bom Conselho Fernandes e Dirlande Medeiros (6º ano A) e Josefa aparecida com Daniela Justino (6º ano B) coordenaram o encontro por turma.



ENSINO FUNDAMENTAL I: PAIS PARTICIPAM DA PRIMEIRA REUNIÃO DE 2017

A coordenadora Josilene Quidute, junto com as professoras Mônica Lima, Adriana Medeiros (4º ano) Silene Oliveira e Cassandra Lopes (5ºano)  se reuniram para construir uma pauta única para a primeira reunião com os pais que aconteceu no dia 21/03, na terça-feira, no horário da manhã.
De acordo com a coordenadora Josilene, a pauta única, além de facilitar na organização, faz com que o discurso seja unificado entre todos os professores e tenhamos itens comuns para todas as famílias.
O acolhimento foi feito no pátio e após a chegada de todos, deu-se  início à reunião de pais com a fala da direção, da coordenação pedagógica e apresentação de toda equipe escolar. Após a recepção, as famílias foram acompanhadas pelos professores às salas de aula, onde leram um texto reflexivo e participarão de uma dinâmica de apresentação. (A lição da Borboleta).
Durante a reunião vários assuntos foram discutidos: a importância do acompanhamento diário das atividades, frequência, leitura, avaliações, comportamentos, material escolar, organização da rotina.
Os resultados da avaliação diagnóstica em Língua Portuguesa e Matemática também foram apresentados e discutidos com os pais.
No final, o gestor Ivan e a coordenadora pedagógica Josilene fizeram uma reunião específica com os pais do 5º ano para tratar das avaliações externas (SAEPE/IDEB) e das ações para a solenidade de Conclusão.









PGM: ALUNOS DA TOMÉ SELECIONADOS PARA A PROVA DE INTERCÂMBIO

A Secretaria Estadual de Educação, por meio do Programa Ganhe o Mundo (PGM), divulgou nesta segunda-feira (20) a lista dos estudantes da rede estadual que farão a prova de seleção para o intercâmbio 2017.

Os estudantes da Escola Tomé Francisco da Silva que foram selecionados, fazem o exame no dia 31 de março, na própria instituição.  O resultado será divulgado no dia 17 de abril, no site da Secretaria de Estadual de Educação (SEE). O primeiro embarque da edição 2017 está previsto para o mês de julho.


sexta-feira, 17 de março de 2017

Profissionais da Escola Tomé Francisco com certificado revalidado pelo Progepe

 04 profissionais da Escola Tomé Francisco conquistaram a revalidação do certificado por meio do Programa de Formação de Gestores Educacionais de Pernambuco – PROGEPE. Ivan José Nunes Francisco (Gestor) Rosineide Alves de Almeida Oliveira (Gestora adjunta) Josilene Quidute da Silva Nunes (Educadora de apoio) e Maria do Bom Conselho Fernandes (professora) garantiram a revalidação após concluírem o Curso de Aperfeiçoamento em Gestão Escolar – EAD, realizado até esta segunda-feira (13).
O curso é condição para exercer a função de gestor escolar na rede estadual de Pernambuco. Como o grupo da Tomé já era certificado pela UPE, não houve necessidade de realizar a prova objetiva, com a exigência de obter nota igual ou superior a 7,00.
Os participantes do Curso de Aperfeiçoamento em Gestão Escolar realizaram as atividades e foram aprovados em cada um dos 12 módulos de formação:
·         Módulo de Responsabilidade Social e Educacional
·         Módulo de Gestão democrática e Participativa
·         Módulo de Gestão de Patrimônio e de Materiais
·         Módulo de Monitoramento e Avaliação
·         Módulo  de Legislação Educacional
·         Módulo de Gestão Pública
·         Módulo de Planejamento Orçamentário
·         Módulo de Gestão por Resultados
·         Módulo de Educação Integral
·         Módulo de Gestão de Pessoas e Liderança
·         Módulo de Gestão Financeira
·         Módulo de Planejamento Estratégico




Mudança no horário da Manhã

ATENÇÃO PROFESSORES E ALUNOS DO TURNO DA MANHÃ, A PARTIR  DE SEGUNDA-FEIRA (20/03/2017) HORÁRIO NOVO!


CONFIRA A BAIXO. 


quarta-feira, 15 de março de 2017

ESCOLA TOMÉ FRANCISCO RECEBE VISITA TÉCNICA DO CONSELHO DO FUNDEB/PE

Na manhã da terça-feira, 14/03, a Escola Tomé Francisco da Silva recebeu membros do Conselho Estadual de Acompanhamento e Controle Social do FUNDEB – O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização do Magistério: o Senhor Manoel Santos, presidente do FUNDEB e o técnico Gilson Domingos.
Os visitantes conheceram a instituição, fotografaram ambientes e realizaram entrevista com o gestor Ivan, a coordenadora Josilene Quidute, com um grupo de professores e outro grupo de alunos. A coleta de informações visa acompanhar e controlar a distribuição, a transferência e a aplicação dos recursos do Fundo, no âmbito das escolas da rede estadual. O conselho não é uma unidade administrativa do governo. Assim, sua ação deve ser independente e, ao mesmo tempo, harmônica com os órgãos da administração pública local.

            Na análise dos membros do FUNDEB, a escola Tomé Francisco da Silva está de parabéns, pela organização, desempenho e gestão democrática comprovada nas entrevistas realizadas com todos os segmentos, como também, na devida aplicação dos recursos financeiros destinados à instituição.





Avaliação diagnóstica, análise dos resultados, planejamento estratégico: uma prática consolidada na Tomé.

Fevereiro é um mês de sondagem e avaliação diagnóstica na Escola Tomé Francisco da Silva. As professoras e a coordenadora do programa alfabetizar com sucesso elaboraram, reproduziram e aplicaram uma avaliação diagnóstica nas turmas do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental. Promover ações como levantamento de dados da turma, conhecer expectativas de aprendizagens e levantar os conteúdos básicos que serão analisados são essenciais para criação de condições didáticas para a aplicação da atividade diagnóstica. Essa é uma prática consolidada no PPP da instituição.
A equipe gestora e a coordenadora Josilene Quidute participaram de todas as etapas do processo: acompanhando a aplicação, ajudando a análise do instrumento criado para a tabulação do resultado e definindo as principais estratégias para sanar as dificuldades apresentadas pelas crianças. 
A avaliação possibilitou a coleta de informações nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Coletadas e analisadas as informações, chega à hora de traçar planos.  As professoras e a coordenadora discutiram sobre os ajustes necessários no programa de ensino para criar intervenções específicas que auxiliem os alunos a resolver a falta de pré-requisitos. “Em equipe, listamos os conteúdos em defasagem e priorizamos as estratégias didáticas que serão utilizadas no I Bimestre, e ainda definimos como realizar um acompanhamento detalhado disso durante o ano letivo pra garantir o avanço das nossas crianças”, disse Josilene, coordenadora.