terça-feira, 23 de agosto de 2016

CONCURSO JOVEM SENADOR – VENCEDOR DA ETAPA ESCOLAR

As turmas do 3º ano do ensino Médio participaram do Concurso de Redação Jovem Senador, que este ano trouxe o tema: ESPORTE, EDUCAÇÃO E INCLUSÃO. Sob a orientação das professoras Jaciara Santos e Rosineide Alves, as atividades realizadas tiveram o objetivo, não apenas de participar da competição, mas de aperfeiçoar as habilidades de escrita dos alunos que estão se preparando para o ENEM. A redação, de cunho dissertativo-argumentativo foi uma boa oportunidade de contextualizar o conteúdo que já está inserido na proposta curricular.
O debate em torno dos benefícios do esporte para a educação e inclusão social de crianças, jovens, idosos e portadores de necessidades especiais foi um momento bem oportuno, devido o Brasil ter sido a sede das Olimpíadas e Paralimpíadas neste ano.
O resultado foi gratificante segundo as professoras, pois os alunos evoluíram nas habilidades de escrita, assim como desenvolveram o senso crítico e a competência argumentativa.
Mas, como é um concurso, um texto deveria ser selecionado no final do processo para concorrer na etapa estadual, buscando uma vaga de “jovem senador”, representando o estado de Pernambuco. O primeiro lugar coube ao aluno do 3º ano C:

LUCAS IAGO MEDEIROS ALEXANDRINO, com a redação: “ESPORTE, ALIADO DA AUTOESTIMA.”. Professora orientadora: Rosineide Alves

PARABÉNS!!! 

VENCEDORES DA ETAPA ESCOLAR DA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

Após um período construtivo de oficinas de leitura e escrita, a Olimpíada de Língua Portuguesa chegou à reta final de atividades. Foram dois meses de muito trabalho em que estudantes do Ensino Fundamental e Médio estudaram sobre os gêneros textuais propostos: poema, crônica, memórias e artigo de opinião. Todas as turmas foram inscritas a partir do 5º ano, sob a coordenação das professoras de Língua Portuguesa: Cristiane Patrícia, Rosilene Leonardo, Jaciara Santos, Rosineide Alves, Silene Oliveira, Mônica Fernandes e Juliette Henrique.
“A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), em 2016 promove sua 5ª edição. O tema escolhido é “O lugar onde vivo”, que propicia aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.” (Site Escrevendo o Futuro).
Através das atividades propostas, os alunos desenvolveram habilidades de produção oral, leitura e escrita, de uma forma atrativa e focada no objetivo maior de chegar à produção final de um texto da categoria indicada para cada série. Após a realização das oficinas de produção, foram selecionados dois textos de cada turma e encaminhados à comissão escolar para a escolha do texto que representará a escola na etapa municipal. Apenas um texto por gênero é encaminhado para a etapa municipal.
Os textos são escolhidos de acordo com critérios avaliativos indicados para o gênero textual pela coordenação da Olimpíada. Após todas as etapas do processo, os seguintes alunos e seus respectivos textos e professores foram classificados para a Etapa Municipal, na qual concorrerão com estudantes das escolas da rede municipal e da Escola Estadual Solidônio Pereira:

Conheça os alunos classificados:





         O mais importante na Olimpíada de Língua Portuguesa é que todos saem ganhando, pois o  objetivo maior do projeto não está na competição, mas na formação do aluno-autor que desenvolve  habilidades  importantes para a vida. O professor também aprende com o acesso á materiais e recursos didáticos de qualidade oferecidos pelo concurso.

          PARABÉNS A TODOS OS ALUNOS E PROFESSORES QUE PARTICIPARAM DESTE PROJETO RELEVANTE! AGORA É SÓ ESPERAR AS PRÓXIMAS ETAPAS.



Estudantes do 9º ano da Rede Estadual farão pesquisa para concluir o Ensino Fundamental

O Trabalho de Conclusão do Fundamental é uma Iniciativa inédita na Rede Estadual e começa a valer neste semestre


A Secretaria Estadual de Educação está implantando uma novidade na área pedagógica: o Trabalho de Conclusão do Fundamental (TCF). Já valendo a partir deste segundo semestre de 2016, todos os estudantes do 9º ano da Rede Estadual que estão concluindo esta fase dos estudos para avançar para o ensino médio vão se dedicar ao TCF, com base em investigação científica, valendo certificado de conclusão.

O objetivo é despertar nos meninos o interesse pela pesquisa, planejamento e investigação, a partir de algum tema que o grupo tenha vontade de saber mais, diagnosticar, intervir na realidade. Os temas serão de livre escolha dos grupos – que podem ter até seis integrantes –, e eles terão um professor como orientador dos seus projetos, que pode ser do componente curricular que esteja mais ligado aos seus temas.

O resultado pode ser um aplicativo, uma exposição, uma maquete, um vídeo, entre outras possibilidades. As escolas vão fixar a data, que coincidirá com o período de encerramento do calendário escolar, e como se dará a apresentação destes trabalhos. Aproximadamente 45 mil estudantes devem participar desta primeira etapa do projeto.

“É uma ação inovadora, voltada para os estudantes do 9º ano do ensino fundamental, com o objetivo de despertar o interesse deles para a investigação científica. Uma coisa bacana é que os estudantes vão poder escolher a temática que eles querem investigar, e a forma como eles vão apresentar, e fazer um planejamento”, explica a secretária executiva de Desenvolvimento da Educação, Ana Selva.

Conforme o cronograma planejado, até o final deste mês de agosto os estudantes precisam estabelecer seus grupos, temas e eleger os professores orientadores. Terão os meses de setembro e outubro para se dedicar ao planejamento, às referências teóricas e à investigação, e o de novembro para finalizar o trabalho e apresentá-lo.

“A gente espera que, com isso, eles possam desenvolver o gosto pela pesquisa e pelo planejamento. Além disso, vamos integrar mais os estudantes entre si e com os professores, neste momento de conclusão desta fase escolar”, destacou Ana.  


Neste período de implantação, o TCF funcionará como caráter voluntário, e a orientação é que o trabalho seja computado como uma das notas do quarto bimestre dos estudantes. A partir do próximo ano, ele já se integra como parte do ensino fundamental.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Valores Humanos na pauta da reunião de pais do II grupo.

Na terça-feira (16), pela manhã, a equipe gestora e pedagógica da Escola Tomé Francisco da Silva realizou uma reunião com o II grupo de pais, pois para conversar melhor com as famílias, foram planejadas duas reuniões com pautas diferentes. Na primeira, todos os professores estavam presentes para atenderem os pais individualmente no plantão pedagógico.  Para atender o II grupo, organizamos a escola de modo diferenciado.
A reunião aconteceu apenas na quadra, com o apoio de alguns professores e estudantes do reforço amigo. Enquanto isso, as aulas regulares ocorreram normalmente. Na pauta, uma discussão, com a participação de alguns pais, do texto “Os filhos são como navios” (Gabriel Chalita); o gestor  informou sobre resultados, ações e projetos da escola e ainda duas professoras conversaram sobre as regras de convivência e a importância do respeito, do trabalho coletivo, da ética e da necessidade de formar seres humanos sensibilizados com os problemas dos outros. A reunião foi focada na educação em valores, mostrando que além da NOTA, é preciso que os pais se preocupem também com as atitudes dos seus filhos.

No final, ainda na quadra, os pais se dirigiram em filas, para as mesas divididas por turmas, para receberem o boletim com as notas do I e II bimestre. 






sábado, 20 de agosto de 2016

Premiados na OBMEP, 11 estudantes da Tomé recebem medalhas de prata e bronze em Garanhuns

11 estudantes da Escola Tomé Francisco da Silva, acompanhados da professora de matemática Iranete Lúcio, receberam na terça-feira (16) as medalhas de prata e bronze pelo desempenho na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), referente ao ano de 2015. A cerimônia aconteceu no auditório da Gerência Regional de Educação (GRE) do Agreste Meridional, em Garanhuns – PE.


Entre os estudantes premiados, foram entregues 05 medalhas de prata, (Gabriel Felipe, Igor Ramon, Leandro Ferreira, Lucas Fernando, Rafael Magno) 06 medalhas de bronze (Allef Rayff Bezerra, Carlos Sandriel Leite, Isaias Amâncio, João Elias Barbosa, José Ayron Marçal, Larissa Ribeiro).Além dos medalhistas, 18 estudantes obtiveram Menções Honrosas na competição. 

Para a equipe gestora da Escola Tomé Francisco todos os alunos estão de parabéns, como também os professores de matemática: Josefa Aparecida Medeiros, Edinete Cipriano, José Neto dos Santos, Iranete Lúcio e Maria do Bom Conselho Silva Beserra.


A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA - e tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área. Anualmente, as escolas participam da competição como forma de estimular o estudo da Matemática e outras áreas afins.






quinta-feira, 18 de agosto de 2016

PIQUENIQUE GEOLITERÁRIO UMA BOA PARCERIA ENTRE GEOGRAFIA E LÍNGUA PORTUGUESA.

"A essência do processo de aprendizagem significativa é que as ideias expressas simbolicamente são relacionadas às informações previamente adquiridas pelo aluno através de uma relação não arbitrária e substantiva (não literal)."
David Ausubel

Toda prática educativa de descobertas trabalhada com seriedade e carinho, colabora para aprendizagem significativa e auxilia dar sabor ao saber, foi pensando assim que as professoras Bom Conselho Fernandes e Rosilene Leonardo na manhã de ontem quinta feira (17/08) saíramos com oitenta alunos do 6º ano A e B  das quatro paredes da sala de aula com muito entusiasmo para um piquenique Geoliterário em uma chácara nas proximidades da escola.O objetivo desta atividade foi  contextualizar o conteúdo  “ A dinâmica da natureza e modo de vida” articulado ao eixo temático Natureza e ação humana dos Parâmetros Curriculares de Geografia do Estado de Pernambuco. De uma forma muito divertida os alunos observaram a cobertura vegetal, o tipo de solo e algumas marcas da erosão presente no terreno. Além de realizarem algumas atividades como caça ao tesouro, montagem de quebra cabeça, leitura de textos, montagem de texto fatiado e de texto lacunado, entre outras.
 A sequência didática foi planejada e executada de forma interdisciplinar, uma boa parceria entre os componentes curriculares de Geografia e Língua Portuguesa. Aproveitando a tipologia textual indicada para o bimestre que contempla bilhete, carta, agenda e lista, nas aulas de Português após a teorização destes gêneros, os alunos produziram bilhetes convidando colegas para o piquenique, elaboraram lista com o material necessário e nas próximas aulas produzirão cartas contando a experiência.
Entre uma atividade e outra em tom de descontração os alunos tocaram violão, cantaram com muita empolgação e saborearam seus deliciosos lanches.

Para as professoras a experiência foi exitosa e os objetivos foram alcançados. Em Geografia além de trabalhar o conteúdo atual ainda é possível retomar outros de bimestres anteriores como paisagem, croqui ao desenharem o trajeto com pontos de referência, orientação e localização. Outro ponto positivo foi à interação das duas turmas, pois as equipes eram mistas para evitar disputas e rivalidade entre o 6º ano e o 6º ano B.






EQUIPE DA GRE REALIZA RODA DE CONVERSA: MOTIVAÇÃO NA TOMÉ

Na segunda-feira, 15/08, Ana Markdalva, Ana Lúcia, Diego José e Miriam Nogueira, equipe da GRE do Sertão do Alto Pajeú, realizou a roda de conversa MotivAção com os estudantes dos 9º anos do Ensino Fundamental e o 2º ano B do Ensino Médio, como uma reflexão bem-humorada do que buscamos dia a dia em nossas vidas, seja para a realização pessoal ou profissional. Para isso foram utilizadas dinâmicas, vídeos, testes, leitura de imagens e frases motivacionais como suporte para o desenvolvimento das atividades.
Na avaliação da equipe, todos os momentos foram bastante proveitosos, pois, realmente a roda de conversa despertou muitas reflexões acerca do que cada um quer ser e quais as suas metas, além de que, incentivou o jovem estudante a enfrentar novos desafios, superar obstáculos e conquistar seus resultados através do comprometimento com as suas próprias metas. Com isso, a escola e a equipe da GRE acreditam que todos os estudantes foram desafiados a renovarem as suas expectativas.

Assim, Ana Markdalva, Ana Lúcia, Diego José e Miriam Nogueira deixaram a seguinte mensagem: Parabenizamos todos os participantes pela brilhante acolhida, interação, atenção e carinho que nos dedicaram todo tempo. Obrigada! Meninos e meninas. Desejamos que todos os seus sonhos e metas sejam alcançados sempre que se mostrarem determinados e acreditando sempre que é possível. Sim! Obrigada a Escola Tomé por acreditar no nosso trabalho!” 






quarta-feira, 17 de agosto de 2016

MISS E MISTER : VENCEDORES 2016

            A comemoração do dia do estudante encerrou o resultado do concurso de MISS e MISTER. O gestor Ivan, anunciou os vencedores do Ensino Fundamental e Ensino Médio.




Enfim, que brilhem os que se destacam pela beleza, que brilhem os que se destaquem pelas grandes conquistas, pelo esporte, que brilhem os que têm algum talento especial... Que brilhem, principalmente, todos os estudantes que possuem características comuns aos estudantes de todos os lugares: com sua alegria, determinação e muita, muita alegria, por estarem na melhor idade, com todo um caminho para trilhar em busca do aperfeiçoamento das suas habilidades, em busca d prazer de aprender a conhecer, aprender a conviver, aprender a ser e a prender a fazer. Eis a chave mestra de um estudante bem-sucedido!

Que brilhem os professores, os gestores, os coordenadores, os analistas, os funcionários que fazem a educação acontecer. Que brilhem todos os  estudantes da Tomé Francisco! Um viva a todos vocês e mais uma vez parabéns! 

Desfile dos candidatos a Mister e Miss Estudante 2016.

“A beleza não está na aparência; a beleza está na luz que ilumina a beleza interior.”

O concurso miss e mister estudante foi criado em 2012 para animar a programação do dia do estudante. Lembramos que a verdadeira beleza de um estudante vai muito além de sua beleza física, mas passa pelo caráter, pelo cultivo de valores baseados no respeito, na solidariedade e no protagonismo. verdadeiro estudante é aquele que honra seus compromissos, respeita seus professores e as normas da escola.

Mas como é um concurso de beleza, alguns critérios nortearão a escolha do mais belo e mais bela estudante de cada sala e da escola em 2016. A novidade este ano é que os próprios alunos escolherão os vencedores por meio de votação secreta. Conheça os candidatos.





terça-feira, 16 de agosto de 2016

IVAN REPRESENTA OS GESTORES NA REUNIÃO DE PACTUAÇÃO DE METAS

A Secretaria de Educação do Estado (SEE) realizou na sexta-feira, no dia 13 de agosto na Escola Monsenhor Antônio de Pádua, a reunião do Pacto pela Educação (PPE) junto a Gerências Regional de Educação (GRE) do Sertão do Alto Pajeú. O evento contou com a participação do secretário Fred Amancio, a comitiva da SEE e a equipe da Secretaria de Planejamento e Gestão (Spelag/PE) que apresentaram as ações e resultados da SEE e aportaram para a pactuação de metas.
O encontro envolveu gestores das 44 escolas dos 17 municípios que integram a GRE de Afogados da Ingazeira. O gestor Ivan Nunes da Escola Tomé Francisco representou os seus colegas gestores e levantou algumas questões essenciais para o funcionamento das escolas que influenciam no resultado da melhoria da educação de Pernambuco.
A reunião faz parte da política pública de monitoramento da qualidade das escolas estaduais, e tem como objetivo reforçar a importância do planejamento e do acompanhamento dos indicadores educacionais para o alcance das metas acordadas entre Governo, GREs e escolas. As metas pactuadas dizem respeito ao desempenho das escolas e alunos com foco no Índice de Desenvolvimento da Educação em Pernambuco (Idepe), que tem medições realizadas anualmente, e no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), cujas avaliações acontecem a cada dois anos. Em 2016 haverá provas do Idepe, prevista para acontecer em 30 de novembro.